Banner 1

JC Agora

Série A Itália - Análise da 19ª Rodada


Amigos e amantes do Calcio! Metade do campeonato transcorrida após a última rodada do ano, onde salvo a Lazio, os grandes venceram, rodada que teve mais polêmicas de arbitragem. Vamos  a crônica dos principais jogos.


Juventus 2 x 1 Sampdoria

Sim, Cristiano Ronaldo teve uma dificuldade inicial em marcar gols na chegada á Juve, apesar de já ter chegado com boas atuações e participando dos gols da equipe. Ao fim do primeiro turno, totalmente adaptado, o camisa 7 marcou os dois gols que garantiram a vitória da Vecchia Signora ante a Samp e além disso assumiu a liderança isolada na artilharia da competição. 

O primeiro gol do jogo saiu no segundo ataque antes dos dois minutos, Ronaldo recebeu no bico esquerdo da área, passou fácil pela marcação de Sala e bateu no canto direito, gol de videogame do robozão. Depois disso o time bianconeri seguiu tendo as principais chances, mas numa bola parada acabou tendo contra si marcado um pênalti, a arbitragem revendo no VAR entendeu que Emre Can assumiu o risco subindo de braços abertos, a ver se é realmente possível subir pra cabecear com as mãos totalmente para trás. Quagliarella que nada tem a ver com isso bateu bem, deslocando Perin para empatar a partida. 

Nos minutos que se sucederam na etapa inicial e posteriormente na etapa final, a Juve intensificou os ataques e com isso o jovem goleiro Audero, que é de nacionalidade ítalo-indonésia, precisou fazer grandes defesas para segurar o resultado. Porém, seguindo o mesmo roteiro, escanteio, bola na área, movimento natural e revisão com VAR, outro pênalti que eu fosse o juiz não daria, "cometido" por Ferrari e convertido por Cristiano aos 19 minutos. Depois do gol a equipe de Allegri seguiu tendo as principais possibilidades, porém levou um susto no fim após Rugani recuar para Perin e este pixotar a bola na reposição, Defrel retomou a bola e tabelou com Saponara, que marcou um belo gol da entrada da área, porém o lance foi revisto com o VAR e o francês estava impedido. Vitória muito importante, que confirmou ao encerramento da rodada a frente de nove pontos sobre o Napoli ao final do primeiro turno. 


Lazio 1 x 1 Torino

A Lazio buscava em casa a terceira vitória seguida, mas o Torino que também faz boa campanha endureceu o jogo e frustrou os planos de Simone Inzaghi e seus comandados. 

Foi uma parte inicial equilibrada, com chances de ambos os lados apesar de a equipe laziale voltar a jogar abaixo do que pode. Até que nos acréscimos da etapa inicial um penal inventado, cruzamento da destra, o zagueiro Brasileiro Luiz Felipe afasta mal de cabeça e a bola bate em Acerbi, a arbitragem entende que a bola bate na mão (onde?) e marca a penalidade, muito bem batida por Belotti, quase deu para Strakosha. 

A Lazio pareceu ter sentido o gol sofrido e voltou mal na etapa final, aos 15 a zaga falhou e De Silvestri (avançando bastante neste jogo) desperdiçou embaixo do gol, batendo por cima, gols assim não se pode perder. O castigo então veio dois minutos depois, a jogada começou na esquerda com o avanço de Lulic, a defesa dos Toros afastou parcialmente e ela caiu na cabeça de Lucas Leiva, que ajeitou para um golaço de Milinkovic-Savic. Depois disso a Lazio teve chances de tomar a dianteira do placar, o treinador mexeu mal com a saída de Correa para a entrada do zagueiro Brasileiro Wallace e o time voltou a sofrer defensivamente, De Silvestri foi parado mais duas vezes em sequência em jogada pela esquerda e depois no escanteio, por Luiz Felipe e Strakosha. No final da partida, com os ânimos bastante exaltados por conta da confusa arbitragem, uma expulsão de cada lado e empate no placar. Irrati para muitos, fez jus ao sobrenome. 


Parma 0 x 2 Roma

O Parma vem fazendo um campeonato seguro em seu retorno á elite, mas ainda assim não foi páreo para a Roma, que vence a segunda seguida na competição. 

Na etapa inicial a equipe giallorossi comandou as ações, mas levou alguns sustos, como logo no começo com Gervinho impedido e posteriormente com Siligardi parando em Olsen. Mas o controle do jogo era da equipe visitante e na etapa final veio a abertura do placar aos 12 minutos, cobrança de escanteio de Under e cabeçada no primeiro pau de Cristante. O time de Di Francesco seguiu dominando totalmente e após algumas chances perdidas, ampliou aos 29 minutos, em jogada que começou pela esquerda e culminou com o passe de Pellegrini até o destaque da equipe na partida, Under, que teve possibilidades até para ampliar, mas foi este o placar final da importante vitória que recolocou o time na zona da Europa League


Empoli 0 x 1 Internazionale

 Mais uma importante vitória nerazzurri com destaque para Keita Baldé. Na etapa inicial o time criou bem mais, mas falhou nas conclusões. 

A etapa final começou quente, com o ataque da equipe da casa saindo na cara de Handanovic antes do primeiro minuto e Baldé marcando, mas sendo flagrado em mais um dos tantos impedimentos do ataque interista na partida. 

Depois de todas as polêmicas que pareciam inviabilizar a permanência de Nainggolan no elenco, o belga voltou a atuar pela equipe entrando na etapa final, a ver se as arestas serão enfim aparadas. O gol da vitória veio enfim aos 26 minutos da etapa final, cruzamento da destra de Vrsaljko e finalização de prima do camisa 11 senegalês, que vive grande fase, o atacante poderia ainda ter ampliado, mas parou no goleiro adversário, mas o que importa é a vitória que mantém uma margem de segurança da equipe na terceira posição.


Napoli 3 x 2 Bologna

Em uma partida marcada por várias homenagens ao zagueiro Koulibaly, alvo de ofensas racistas e ainda por cima punido com dois jogos de suspensão pela federação (sinal de que não é apenas aqui no Brasil que existem os "bichinhos de luz" no tribunal) o Napoli encontrou dificuldades, mas derrotou o Bologna. 

O Bologna teve as primeiras possibilidades finalizando bastante da entrada da área, mas foi o time da casa que saiu na frente, a finalização de Mertens sobra para Milik que gira para o gol, o lance foi revisado com VAR e aí sim (diferente dos pênaltis no jogo da Juventus) houve o acerto em não invalidar o gol. Apesar de o Napoli seguir criando mais, foi o time visitante que empatou, bola parada levantada pra área, desvio de Palacio e conclusão de cabeça de Santander aos 36 minutos. 

Na etapa final o Napoli voltou a ficar á frente do placar aos seis minutos, jogada de Malcuit pela destra e cabeceio do artilheiro Milik. O Napoli seguiu criando as principais chances, mas não fez e tomou. 34 minutos da etapa final, bola parada lateral, levantamento do chileno Pulgar e cabeçada do zagueiro Danilo, ex-Palmeiras para empatar a partida novamente. Oito minutos depois Mertens garantiu a vitória partenopei em mais um de seus grandes chutes, recebeu de Fábian Ruiz na entrada da área, avançou e finalizou no cantinho de um desolado Skorupski. 


Milan 2 x 1 SPAL 

O Milan teve dificuldades ante a SPAL, não teve uma atuação brilhante, como se veiculou na mídia italiana que seria necessário para a sequência do trabalho de Gattuso. Mas criou mais que nas últimas partidas e mereceu a vitória em jogo onde também a arbitragem foi bastante contestada.

O time rossoneri foi com muita intensidade pra cima nos minutos iniciais, principalmente pela destra com Suso. Chegou ao gol aos sete minutos, numa bola finalizada por Bakayoko, que desviou na defesa e sobrou para Romagnoli em posição de impedimento, o lance foi revisado através com o VAR e anulado. Cinco minutos depois Petagna foi espetado no ataque, girou pra cima do mesmo Romagnoli e bateu no canto de Donnarumma, belo gol, um gol que traduz bem esse momento vivido pelo Milan. Porém o empate veio também em seguida, Samu Castillejo aproveitou a sequência de falhas da defesa adversária, tomou a bola e finalizou bonito pra vencer o goleiro senegalês Gomis. No restante da etapa inicial o controle foi total do Milan, explorando muito o lado destro com Suso, porém as finalizações muito ruins, geralmente antes de a bola chegar em Higuain. 

Na etapa final o domínio do Milan caiu nos primeiros minutos, o time passava a ter dificuldades para criar, porém, em seguida a entrada de Cutrone, que muitos na internet naquele momento queriam que fosse na vaga de Higuain, veio o gol da vantagem aos 17 minutos, avanço de Calabria (que entrou na mesma mexida) cruzamento foi até o segundo pau com Çalhanoglü, que ajeitou para dentro onde o camisa 9 argentino limpou a marcação e concluiu pra tirar a zica. Nos minutos seguintes o Milan ainda teve o domínio, mas não finalizava bem e com isso o time visitante foi timidamente ganhando força e incomodando. Perto do fim o time de Gattuso perdeu Suso expulso e precisou de uma grande defesa de Donnarumma para salvar o resultado, que encerra o jejum de gols e vitórias.

Vejam, não foi um jogo brilhante, mas é muito difícil trocar de técnico no meio da temporada. A possibilidade de colocar Leonardo como treinador do time em uma eventual demissão de Gattuso, como foi veiculado na Itália soou muito mal, soou como ingerência. Nesse sentido, eu sempre digo que não é um resultado que deve determinar o destino de um trabalho, mas a vitória veio a calhar no que interessa á diretoria. A ver se com todo o ESFORÇO que vemos o Milan fazer, o time consegue vaga nas competições europeias salvando assim a temporada. Rapidamente sobre Higuain, o reconhecimento do torcedor foi importante e justo. Claro que sobretudo nos momentos ruins, por vezes desagrada ao torcedor vê-lo ausente dos jogos, mas ele é um cara de DEFINIÇÃO, ele não vai buscar jogo e criar, não é o estilo dele e só atrapalharia. Dentro do que o centroavante argentino pode fazer, nunca faltou luta a ele, é preciso que além da Itália, os fãs do Milan compreendam isto.


Demais Resultados

Sassuolo 2 x 6 Atalanta 
Genoa 0 x 0 Fiorentina
Chievo 1 x 0 Frosinone
Udinese 2 x 0 Cagliari


Classificação


Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas e se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas 




Imagens: AFP, LaPresse, Getty, Reuters e FC Tables (Tabela) 



Nenhum comentário