Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Centroavantes falham, Jandrei brilha

Pessoal, mais um Papo de Torcedor Inter, aqui no Jovens Cronistas, para repercutir a derrota do Internacional de virada para a Chapecoense, no encerramento da 25ª rodada do Brasileirão, pelo placar de 2 a 1. O time saiu na frente, com Nico López, mas acabou sofrendo dois gols de Leandro Pereira, um em cada etapa. Até teve chance de empatar, mas Leandro Damião perdeu penalidade no final da partida, que Jandrei defendeu.


O Inter foi a campo com Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Gabriel Dias, Edenílson, Patrick, Nico López (D'Alessandro) e Pottker (Camilo); Jonatan Álvez (Leandro Damião). O técnico Odair Hellmann

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Logo a um minuto, Edenílson avançou pela direita e tocou para Nico López, que de dentro da área, chutou para fora. Aos 7, Diego Torres, em cobrança de falta, chutou para fora. Aos 23 minutos, Cuesta fez lançamento para William Pottker, que invadiu a área e foi derrubado por Jandrei, dentro da área, sendo marcado o pênalti. Na cobrança, Nico López deslocou Jandrei e marcou o 1 a 0. Aos 31, Eduardo chutou da intermediária, abola desviou na cabeça de Cuesta e foi para fora. Aos 32, Diego Torres em cobrança de falta, mandou a bola no travessão.



Aos 36, Eduardo passou por Pottker e fez cruzamento da direita para Leandro Pereira, que sem marcação, cabeceou para empatar a partida, em um lance em que toda a defesa colorada falhou. Primeiro Pottker tomou um drible, e desistiu da jogada, Iago ficou marcando a distância e permitiu o cruzamento e Rodrigo Moledo, não percebeu o centroavante da Chapecoense, às suas costas e o deixou livre para cabecear.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional


No segundo tempo, aos 9 minutos, Nico López lançou Jonatan Alvez, que avançou em velocidade e chutou cruzado, mas Jandrei fez grande defesa. Aqui começava o calvário dos centroavantes do Inter, nessa partida. Jonatan até contribui na bola aérea defensiva, mas ofensivamente é uma nulidade. Voltando ao jogo, aos 13, após cruzamento de Elicarlos, da esquerda, Leandro Pereira cabeceou e Marcelo Lomba defendeu. Aos 22, após cobrança de escanteio da direita, Leandro Damião cabeceou e a bola foi para trás, quase marcando gol contra.


Aos 34, Bruno Silva fez cruzamento rasteiro da direita, da linha de fundo e a bola sobrou para Leandro Pereira, que chutou de dentro da área e Cuesta se jogou na bola, que bateu em seu braço. O árbitro Wagner do Nascimento demorou, mas acabou marcando, corretamente o pênalti e Cuesta acabou expulso. Na cobrança, Leandro Pereira chutou no canto esquerdo, deslocou Marcelo Lomba e colocou a Chapecoense em vantagem, por 2 a 1.


Aos 44, D'Alessandro chutou colocado de fora da área e Jandrei defendeu. Aos 46, Leandro Damião fez cruzamento da direita e Camilo, da pequena área, chutou para fora. Aos 49, D'Alessandro fez cruzamento da direita e Leandro Damião foi derrubado por Barreto, sendo marcado mais um pênalti. Na cobrança,  Damião chutou a meia-altura, no canto esquerdo e Jandrei defendeu. Aos 50, D'Alessandro alçou bola na área em cobrança de falta e Leandro Damião desviou, mas Jandrei defendeu com o pé garantindo a vitória a Chapecoense.


Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Odair Helmann para mim, errou ao optar por Gabriel Dias, que acabou não fazendo nada de relevante em campo. Sei que ele manteve o desenho do modelo de jogo, mas o time acabou sucumbindo a pressão da Chapecoense, em praticamente toda a partida e só teve o domínio das ações, ao final da partida, depois de sofrer a virada, onde sabemos que foi meio que na base do abafa.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Iago teve uma atuação bem deprimente e foi facilmente envolvido pelo lateral-direito Eduardo, que deitou e rolou por nosso lado esquerdo. Uendel que foi tão bem no Grenal, para mim, voltaria a ser alternativa, pois Iago, até tem bom apoio ofensivo, mas defensivamente deixa a desejar. Como já temos Zeca que é ofensivo, eu pensaria em retornar com Uendel, para dar mais consistência ao setor defensivo.

LIAMARA POLLI / PHOTO PREMIUM
Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Foi uma noite em que nossos centroavantes falharam, tanto Jonatan Alvez, como Leandro Damião, e que o centroavante da Chapecoense, marcou dois gols. Estes pontos peridos em Chapecó, farão falta ao final da competição e precisamos que nossos centroavantes consigam contribuir ofensivamente, só boa vontade e muita doação em campo, não são suficientes, eles precisam e marcar gols.

Com a derrota, o Inter permanece com 49 pontos, e agora é segundo colocado, um ponto atrás do líder São Paulo. Na próxima rodada, o time enfrenta no domingo (23), o Corinthians, São Paulo. O time precisará se recompor da derrota e terá que trazer pontos do próximo adversário. Para isso precisará sair da apatia em que se apresentou hoje (17), se quiser ainda, lutar pela liderança do Brasileirão.

Nenhum comentário