Nesta quarta (16) ocorreram as partidas de ida das semifinais da Copa do Brasil, no clássico carioca tudo igual em zero para Botafogo e Flamengo. No Sul, uma vitória suada e mínima para o Grêmio no clássico nacional ante o Cruzeiro. Resultados e sobretudo o equilíbrio das partidas, deixaram tudo indefinido para a volta.


No clássico carioca, o Botafogo recebeu o Flamengo no Nilton Santos e ambos os times ficaram devendo futebol. Antes mesmo da partida, uma polêmica foi criada. O técnico Jair Ventura, em entrevista, quando perguntado sobre a vinda de Reinaldo Rueda, se mostrou desfavorável a vinda de estrangeiros para o cargo de treinador no Brasil. A declaração do técnico botafoguense foi muito criticada por vários profissionais da mídia, por defender uma reserva de mercado para os treinadores brasileiros. Antes da partida porém, os dois técnicos se abraçaram ao se cumprimentarem.

Com a bola rolando, nada de gols e a decisão de quem vai para a final ficou para a semana que vem, no Maracanã, sob o mando do Flamengo. No primeiro tempo o que mais chamou atenção foi o fato de que até a primeira parte do jogo ainda haviam torcedores flamenguistas querendo entrar, com bastante confusão no lado de fora do Estádio. Em campo, um jogo bem morno e sem chances claras de gol. O lance de mais perigo da partida foi a cobrança de Diego, acertando o travessão de Gatito, aos 11 minutos do segundo tempo. Antes disso, aos 20', Pimpão com uma entrada muito forte em Berrío, bem que poderia ter sido expulso, mas ficou apenas com o amarelo. Já aos 33 minutos, uma expulsão para cada lado. Em dividida, Muralha e Carli foram expulsos. No lance, o goleiro do Flamengo saiu com a perna um pouco levantada, enquanto o zagueiro botafoguense deixou a perna para acertar o adversário.

No fim das conta o resultado foi melhor para o time mandante, já que o Fla foi melhor no geral, dominando o segundo tempo. O time rubro-negro finalizou mais e teve mais posse de bola. Quem vencer fica com a vaga, empate com gols dá Botafogo e empate sem gols leva o jogo para as penalidades.





Resultado de imagem para GRÊMIO 1X0 CRUZEIRO 16/08/17Pela outra semifinal, em Porto Alegre, o atual campeão da competição Grêmio, recebeu o Cruzeiro, na Arena do Grêmio, pela segundo ano seguido na semifinal da Copa do Brasil e pelo segundo ano seguido, o time tricolor saiu na frente, no primeiro confronto.
Com mais de 45 mil torcedores presentes, o que se viu foi um belo jogo, com muita disposição de ambas as equipes.

No primeiro tempo, o time Grêmio foi superior e criou as principais oportunidades de gol. Foram oito finalizações gremistas contra apenas 1 da raposa. O goleiro cruzeirense Fábio trabalhou bastante, realizando grandes defesas em finalizações de Barríos e Pedro Rocha. De tanto insistir, o time gaúcho foi premiado com um gol no primeiro tempo. Aos 45 minutos, Luan chutou, Fábio espalmou e Barríos, como um bom centroavante, abriu o placar no rebote. Com o gol, o atacante paraguaio chegou a artilharia da competição ao lado de Sóbis, com 5 gols.

Na volta do intervalo, o Cruzeiro voltou disposto a correr atrás do empate. Logo aos 2 minutos, Diogo Barbosa levou perigo, em chute defendido por Grohe. O Grêmio se montou disposto a jogar no contra-ataque, apostando na velocidade do seu ataque. Aos 15', Luan sofreu falta na entrada da área. Por um momento o árbitro marcou pênalti, mas voltou atrás e assinalou a falta corretamente com o auxílio do bandeirinha. Na metade do segundo tempo, o Grêmio igualou o volume de jogo. O time gaúcho, com a vantagem no placar, passou a administrar a partida. Aos 36', Geromel, após divida com Raniel, saiu machucado e é desfalque para a partida de volta. No finalzinho, o Cruzeiro quase conseguiu um empate aos 48 minutos. Grohe salvou o time gremista em chute cruzado de Raniel.

A partida de volta será realizada no Mineirão, quarta-feira que vem (24). O Grêmio tem a vantagem do empate e se classifica também com qualquer derrota por um gol de diferença desde que marque ao menos um gol. O Cruzeiro precisa de uma vitória por dois gols de diferença ou mesmo placar para levar o jogo para as penalidades.


Em resumo, tudo em aberto pelas vagas na final, que tem um importantíssimo título em jogo, chance quase que única de título para ao menos três destas equipes e vaga direta na Libertadores. Na próxima quarta você confere aqui a decisão dos finalistas.



Curta nossa PáginaJovens Cronistas! (Clique) 





Compartilhe:

Gervasio Henrique

Jovem jornalista, 23. Ciente de que a batalha está começando e mais certo ainda de que lutará com todas as forças por seus ideais. Maior intimidade com esporte, automotivo e cultural. "Sem sonhos não há vida".

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours