Banner 1

JC Agora

Mais SP - Semana do Gestor #13

Vamos acompanhar semanalmente o mandato do prefeito tucano João Dória à frente da Prefeitura de São Paulo. O Gestor, como ele bem frisa, terá muito trabalho no comando da maior cidade da América Latina, e estaremos atentos a todas as suas ações. Portanto, todo sábado, traremos aqui um compilado do que o mandatário realizou em suas atribuições.

 

13ª Semana De Lapa na Zona Norte à Galisteu e esposa no Peri Peri




Alguns nutricionistas falam que, se há uma refeição importante, essa é o café da manhã. A primeira do dia, degustada poucos minutos depois que se acorda, um bom café desperta e convoca-nos ao trabalho, as horas, por vezes exaustivas, que se sucederão. Dória, na manhã de domingo (26), sentado ao lado de sua esposa, Bia Dória, gravou um vídeo para suas redes e nele cometeu o equivoco de falar que o tradicional bairro da Lapa fica na Zona Norte da cidade, quando é sabido que ele fica na Zona Oeste.  Reconheço que deve ser muito difícil, é como travar uma luta com seu ego, conhecer além da “bolha” do Jardim Europa, na Zona Sul. Depois do equivoco, o prefeito seguiu para a Lapa, na Zona Oeste, para mais uma fase do Calçada Nova do Mutirão Mario Covas. Lá, arvores foram plantadas, algumas calçadas reparadas e muitas selfies foram tiradas. Pela noite, Dória esteve no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, onde acompanhou a estreia do maior avião comercial do mundo, o A380 da Emirates Airlines, com capacidade para 491 passageiros e primeira classe nos valores aproximados de R$ 57 mil. 


Na segunda (27), o prefeito participou de quatro reuniões de temas distintos. Pela manhã, em um encontro com empresários, ele voltou a falar do programa Empreenda Fácil que pretende desburocratizar o processo de abertura de empresas na cidade. Próximo à hora do almoço, Dória esteve reunido com representantes de indústrias alimentícias para abastecer creches, escolas e os prometidos, mas até o momento não entregues, Espaços Vida. À tarde, foi a vez de empresários da área de segurança terem um momento com o prefeito. Eles fecharam um acordo em que empresas, como a de monitoramento, SESVESP, disponibilizarão suas câmeras para sincronizar com a central de monitoramento da Prefeitura. As empresas, de acordo com o prefeito, ainda determinaram a abertura de 500 vagas de empregos para o Trabalho Novo. À noite, um encontro com o consulado francês fechou alguns pontos da revitalização que a Prefeitura com o apoio do consulado, pretende fazer na região do Largo do Arouche.


No segundo dia útil da semana, o prefeito enfrentou uma de três polêmicas, minimamente, interessantes. Logo pela manhã, Dória gravou um vídeo em resposta a campanha publicitária promovida pela Amazon para a divulgação do seu leitor de e-books, Kindle. A campanha chamava atenção para a batalha, estranhamente esquecida, que o prefeito e pichadores travaram no começo do ano. Questionando o espectador, a empresa norte-americana projetava, em seu vídeo promocional, trechos de obras literárias nos espaços cinza como os murais da 23 e o túnel Nove de Julho . Dória ao assistir o vídeo, correu as redes e usando de seu charme publicitário, propôs que a empresa realizasse uma doação desse e de outros produtos à Prefeitura. A Amazon, aparentemente, quis doar, mas não encontrou as portas tão abertas para a conversa. Antes mesmo de dar mais uma investida na polêmica, a empresa norte-americana viu suas concorrentes, brasileiras, chegar primeiro ao balcão de doações do prefeito João Dória. No dia seguinte, na quarta (29), o prefeito recebeu representantes de editoras, gráficas e livrarias que se propuseram a doar parte de seus produtos. De acordo com o prefeito, foram doados 100 tablets, 219 mil livros e 100 computadores para as bibliotecas, escolas e projetos ligados à cultura na cidade. A Amazon, segundo o prefeito, mesmo tendo disponibilizado o download gratuito de um entre 30 títulos de e-books no seu site, não realizou nenhuma doação formal à Prefeitura. 


Pela tarde, ainda na terça (28), lá estava o prefeito e o seu padrinho, Geraldo Alckmin, entregando lotes de casas do programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal. Enquanto Dória discursava, gritos de “golpista” e “foi a Dilma que fez” saiam do meio da plateia. Alguns canais simpatizantes a ex-presidente Dilma falam que os gritos eram uníssono e que boa parte dos presentes apoiavam a iniciativa de constranger o prefeito e o governador.  Já a grande mídia, inclusive o próprio Dória em um vídeo publicado, repercutiu que um homem, simpatizante da ex-presidente Dilma, gritou o famigerado “golpista” e o prefeito prontamente respondeu que ele fosse “procurar sua turma em Curitiba”. Enquanto esse papelão de telenovela barata discorria, parte dos presentes ovacionava o prefeito de tal forma que o Governador, quieto atrás de Dória, já imaginava as ações que o prefeito, com aquela veemência, poderá fazer ano que vem, caso Alckmin consiga vencer, talvez, o próprio prefeito pela vaga de presidenciável do PSDB.  
 
Imagem: QUADRINSTA (@Quadrinsta no Instagram)

Na quarta-feira (29), a revogação do decreto conhecido como “Lei do Frio” assinado pelo ex-prefeito Fernando Haddad em meio à onda de frio rigoroso ano passado consumou a lista de polêmicas da semana. Na época, o ex-prefeito precisou do decreto para assegurar a vida de moradores de rua que se negavam a ir para os albergues e tendas montadas na região Central. Essa “Lei do Frio” impedia que agentes públicos retirassem as barras, colchões e utensílios dos moradores. Dória que, até o momento, se limitou apenas a realizar reuniões para os seus Espaços Vida permite que, agora, se acabem com o mínimo de alguns muitos. 
 
Foto: Reprodução/Twitter

Quinta-feira, dia de Olho no Olho com Dória e algum convidado que, certamente, não nos acrescentará nada enquanto algo didático. Essa semana, José Luiz Datena foi comentarista/ especialista do programa do prefeito.  Ainda na quinta, Dória recebeu a noticia do Instituto Paraná Pesquisas de que sua gestão tem aprovação de 70,3% da população ou dos 1004 entrevistados por ela na cidade entre os dias 25 e 28 de março. 
 
Foto: G1

No sábado (01), Dória ao lado de duas galegas, sendo uma sua esposa, Bia Dória, e a outra a apresentadora Adriane Galisteu, estiveram no Jardim Peri Peri, região do Butantã, na Zona Oeste. Enquanto a esposa do prefeito trajava apenas uma camiseta do programa Cidade Linda, Dória e a apresentadora Galisteu vestidos de gari plantaram arvores, varreram calçadas e cortaram o mato de uma praça próxima. O prefeito ainda foi questionado sobre a retirada dos cobradores nos coletivos da cidade. Para ele, em entrevista a CBN, esses cobradores poderão se especializar em outras áreas como motoristas e administradores nas mesmas empresas. "Para aqueles que forem deixando sua função vão mudando de função, como motorista ou em funções administrativa, sem nenhum desemprego", disse o prefeito depois que a empresa de transportes MobiBrasil realizou um teste nesse sábado (01), de rodar sem cobradores em todo seu efetivo.  

Um comentário:

  1. É Claudio. Mesmo em meio a tantas ações de MARKETING, que regojizam imbecis..Os erros e o desconhecimento da cidade que se diz amar e querer ver linda aparecem. Aos mais atentos, o MARKETING não mostra mais do que pura demagogia e o sentimento de que estamos todos sendo feitos de trouxas, uns assistindo e aplaudindo, outros sendo obrigados ao argumentar a ouvir um: "Ao menos ele faz alguma coisa".

    O que ele "começa a fazer" é permitir que se veicule o seu nome como um possível candidato á Presidência, TRAINDO assim o seu mentor, o "Santo". Na POLITICAGEM brasileira é assim, ninguém, nem mesmo o "Santo" ou seu pupilo são realmente Santos, pelo contrário, são "amigos" até quando conveniente, para na primeira oportunidade, disputarem a garras e dentes, como animais selvagens, a presa, que somos nós, ou melhor, o fruto de nosso suor, a gestão da máquina pública.

    ResponderExcluir