Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - O importante era vencer

Pessoal, mais um Papo de Torcedor INTER, aqui no Jovens Cronistas, para repercutir a partida do último sábado, pela 8ª rodada do Campeonato Gaúcho, em que o Internacional, recebeu o São Paulo de Rio Grande, pelo placar de 1 a 0, com gol de Nico López, com um público de 33 mil torcedores, devido a boa promoção, em que as mulheres tiveram livre acesso ao estádio.

O Inter foi a campo com Danilo Fernandes, William, Léo Ortiz, Ernando e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo, D'Alessandro; Nico López (Valdívia), Carlos e Brenner (Roberson). Pela primeira vez, Antônio Carlos Zago, optou por uma formação mais ofensiva, jogando no 4-3-3. Isto fez com que o time tivesse um meio-campo sem muitas ações, pois a incumbência das jogadas ficou apenas com D'Alessandro.


No primeiro tempo, o Inter dominou a partida e pouco foi ameaçado. O único gol da partida foi marcado ao final do primeiro tempo. Aos 44 minutos, Carlos fez belo lançamento para Brenner que saiu na cara do gol, driblou o goleiro Robalo e ficou sem ângulo e fez cruzamento para Nico López que dominou e com frieza chutou para o gol.


No segundo tempo, com a vantagem o Inter, diminui o ritmo e pouco era ameaçado pela equipe do São Paulo. Os visitantes ameaçaram com duas boas chances com Fred Saraiva. Aos 32, ele aproveitou o rebote, após escanteio e chutou forte, para defesa de Danilo Fernandes. Aos 46, após um lançamento para área, Rodrigo Dourado afastou mal e a bola sobrou para Fred Saraiva, que chutou forte e Danilo garantiu a vitória colorada, com outra grande defesa.


Foi uma tarde emocionante, em que tivemos diversas homenagens, desde o aniversário de Fernandão, nosso eterno capitão, que completaria 39 anos e nos deixou muitas saudades e também a partida de número 350 de D'Alessandro, nosso maestro, com diversas homenagens.


Gostei de Zago ter colocado o time com três atacantes, mas é preciso dar mais tempo para a mecânica de jogo a este sistema, pois os atacantes que atuam nas pontas, neste caso Carlos e Nico López, deverão ser mais participativos, com as ações de meio-campo, até para não deixar toda a incumbência das armações de jogada para D'Alessandro, pois ele é imprescindível ao time, mas ele precisará de parceria.

Antônio Carlos Zago, Inter, Internacional (Foto: Eduardo Deconto/GloboEsporte.com)

Concordo com Zago, que nosso objetivo era vencer para entrarmos no G-8. O time fez um bom primeiro tempo, em que criou boas oportunidades, correu alguns riscos no segundo tempo, mas alcançou o objetivo que era vencer. Agora espero que ele dê sequência ao time, para jogar nesse esquema e acredito que Carlos está apenas a guardar a vaga para William Pottker, que chegará após o Paulistão.

Com o resultado, o Inter alcançou sua segunda vitória na competição e chegou aos 10 pontos, chegando ao G-8, sendo agora o sétimo colocado. Na próxima rodada, o Inter jogará fora de casa, na quarta-feira, contra o Ypiranga de Erechim.

Nenhum comentário