Banner 1

JC Agora

Futebol Argentino – Parabéns La Academia

Após 13 anos, Racing é campeão do Torneio de Transição
Foram treze anos esperando, nesse tempo houve crises financeiras, brigas pelo rebaixamento, mas o dia 14 de dezembro será mais uma data inesquecível aos Hinchas do Racing, onde desde 2001, a e equipe não gritava é campeão, mas agora todos podem gritar. Racing campeão do torneio de transição.


A equipe dependia apenas de suas forças para voltar a erguer a taça mais importante do futebol argentino. E, depois de muito sofrimento, venceu o Godoy Cruz pelo placar mínimo. O gol do título foi marcado aos 4 minutos do segundo tempo pelo atacante Centurión que colocou seu nome na história do clube.

Racing jogou como se fosse uma final, mas as defesas do goleiro do Godoy Cruz, deixava a torcida no Cilindro mais apreensivo, enquanto o River empatava contra o Quilmes, mas no segundo tempo o Racing fez a sua parte, o River também ganhou a partida, mas a vantagem de três pontos do Racing sobre o Millonario, deu a taça ao clube de Avellaneda, dando a vaga direta a Taça Libertadores em 2015, onde não disputava desde 2003.

Milito, o herói da conquista

Milito conquistou o titulo pela La Academia em 2001 e agora em 2014


Se tem um herói nessa conquista, o nome dele é Diego Milito. O atacante foi o principal protagonista da conquista. Único remanescente do título de 2001, ele retornou ao clube aos 35 anos após temporadas na Europa, colocando seu nome na história da Inter de Milão, e deixou o campo carregado pelos torcedores. Foi ele quem iniciou a jogada que culminou no gol de cabeça de Centurión aos quatro minutos do segundo tempo. Milito voltou ao clube de coração e deu mais uma taça ao Racing.

Numéros da temporada do Racing. Longe das controvérsias de que começo tumultuado, mas a arrancada de seis vitórias foi importante para esse titulo. "Ganhamos porque este grupo de jogadores é quase tão grande quanto este estágio ovos", dizia o técnico Cocca após a partida. A carreira promissora que começou com apenas dois técnicos, Pizzuti e Merlo.

Campeão da Libertadores e do Mundial de 1967, o Racing passou por momentos difíceis nas últimas décadas. Em 1999, a crise financeira levou o então presidente Daniel Lalin a declarar a falência do clube. Com a ajuda de seus torcedores e de um investidor, o Racing evitou a extinção e conquistou o título em 2001, também com Milito como herói. No entanto, o time ainda amargou vários anos brigando contra o rebaixamento até a conquista deste domingo.


Parabéns Racing!!!

Curta nossa PàginaJovens Cronistas! (Clique)

Texto e Edição: Joseclei Nunes 

Foto:  AFA

Nenhum comentário