Banner 1

JC Agora

O Palmeiras, e o desespero.


Amigos, e Palmeirenses, quando todos, ou ao menos muitos de nós imaginavam que o pior já havia passado, que a possibilidade de queda do Verdão era diminuta, o time voltou á entrar em crise, após resultados consistentes, resultantes dos retornos de Valdívia e Fernando Prass ao time, o time perdeu dois confrontos que não poderia, na estréia do Allianz Parque, derrota vergonhosa contra o Sport, e em confronto direto, atuação ridícula, e derrota para o adversário direto Coxa, fora de casa.

Graças á esses resultados, a situação atualmente é muito difícil, mas não somente a eles, o que sempre colocamos é que a incompetência dos rivais na luta contra o rebaixamento salvaria o Palmeiras, mas a incompetência dos que hoje comandam o time superou todos os limites, e aí entra mais um erro da gestão Nobre, a demissão de Ricardo Gareca, para a contratação de Dorival Jr, sim, os resultados de Gareca não o ajudaram, mas o time com ele tinha padrão de jogo, sem Valdivia, conseguia equilibrar as ações contra adversários claramente mais fortes, como contra o Galo por exemplo, e tinha resultados negativos em falhas individuais, muitas delas de Fábio, que acabou entrando na fogueira e talvez prejudicado a sequência de sua carreira.

A demissão de Gareca foi uma manobra de torcedor, para salvar o clube, mas por que trazer Dorival? Por que ele tem história no clube? Por que é parente de Dudu? Por alguma gratidão? Não é o momento de se ter gratidão por ninguém, cazzo, eu não era nem mesmo á favor da saída do Argentino, mas digamos que fosse um movimento inevitável, se deveria trazer um treinador com alternativas táticas, um motivador, um cara que tenha a capacidade de levantar a moral do time, de ajeitar a casa, não um cara que toma ordens de moleque, como já se viu, e que é especialista em rebaixar clubes, em discursos de lamentação e choro em vestiário.

Vocês podem crer que eu tenha algo contra Dorival ou esteja sendo excessivamente exigente, de forma alguma, pelo contrário, parece ser um ótimo cara, eu desejo o melhor pra ele, mas não é um bom treinador, na hora de mostrar que era dele o mérito por um pequeno crescimento do time (contra adversários inferiores aos que Gareca teve, aliás), sua atuação tem sido marcada por birras contra os jogadores estrangeiros, e não só os trazidos pelo Argentino, Allione e Mendieta não podem ter menos oportunidades que Felipe Menezes, e Cristaldo, não vai jogar? Além de outras incoerências, se nada tem dado certo, por que não testar Patrick Vieira, por que não arriscar mais, por que seguir insistindo em fórmulas que não tem dado certo, como o uso de dois laterais esquerdos, são situações absurdas e que denotam a incompetência dele no comando, infelizmente.

Nesse momento de desespero, li nas Redes Sociais, inclusive por parte de amigo, que já representou o Palmeiras em dois textos aqui, que Valdívia é chinelo, aquela velha história. Quero crer na defesa que Nobre tem feito em relação á ele, que ele está fazendo o que pode sempre, que é dedicado, que está tentando de todas as formas ajudar o Palmeiras, e ao contrário do que li, penso que ele entrou em campo com este intuito, o do sacrifício contra o Coxa, o grande erro não é (apenas) o fato de Valdívia estar constantemente no Departamento Médico, e sim o fato de que o Palmeiras tem mais de 40 jogadores no grupo, e ter apenas Prass e ele como jogadores com nível de titulares no que temos pela grandeza do clube, é um absurdo, e acho que prejudica mais por exemplo, um jogador como o Wesley, que tem capacidade, demonstrar o claro desdém que demonstra nos jogos.

Aliás, a forma com que a situação vem se desenrolando nessas rodadas finais pode ser fatal para o atual mandatário, mesmo Vlademir Pescarmona sendo o candidato de oposição, até mesmo ele que claramente não é o candidato dos sonhos do Palestrino, é uma ameaça real nas eleições do próximo Sábado, o que não parecia ser o caso no início da campanha, pode haver uma reviravolta na eleição, e justificada, afinal já se fala em abdicar do mando na partida final, por medo do rebaixamento na nova Arena, o que denota covardia, o que mostra conformismo com a chance de queda, ao invés do clube se agarrar á força do torcedor, e convocá-lo para mais uma vez lotar a casa e ser fator fundamental para que se evite a queda, aliado á todos os fatos errôneos da atual gestão que aqui já foram em outros momentos repetidamente comentados, temos um cenário que é propício a mudança de rumo político no Palmeiras, o que pode piorar ainda mais as coisas, devido as mirabolantes propostas de revolução financeira da oposição, sendo que o clube já tem um debito importante, da atual gestão inclusive.

O grande adversário na luta contra o descenso é o Vitória que tem Mengo e Santos como adversários que já não tem pretensão alguma na competição, o Santos inclusive com desempenho lamentável, digno de rebaixamento nas últimas rodadas, sob o comando de outro mosca-morta. Enquanto o Palmeiras encara o Inter, lutando por Libertadores além do Atlético Paranaense, a situação beira o desesperador, resta torcer para que o time volte a demonstrar algum poder de reação, pois se jogar como tem jogado, dependerá da incompetência do Vitória, que é grande começando por Ney Franco, mas não sei se suficiente para salvar o Verdão.

Curta nossa Página: Jovens Cronistas! (Clique)


Nenhum comentário